Pag.26 | Episiotomia... o que me contas tu?



Querido Diário


O que me contas tu a quem fizeram uma episiotomia? o que conta o teu pipi? Porque ele pode contar uma história diferente da tua... Será que nos vai revelar esses espólios que não fazem parte da sua história até então... vamos lá aqui abrir as portas ao confessionário...


A Episio pode ser muito inconveniente para o nosso pipi...pode ter um comportamento muito impertinente e intrometer-se em tudo o que acontece lá por baixo... se está sentadinha a dar maminha, dói... se existe um momento de fazer o amor, dói... se vai à casa de banho esvaziar intestino...dói...Nós culpamos a frequentemente as hemorróidas pela sensação aflitiva a evacuar, mas estas muitas das vezes estão em silêncio, e pela calada quem se intromete são as aderências da cicatriz da episio...e pimba!! lá vai uma sensação de choque ou dor irradiada, não sabemos se havemos de esvaziar o intestino ou não, porque se passa dói, se não passa vai doer mais ainda depois...


A episiotomia é um procedimento pouco amigo das nossas apreciadas vulvas e vaginas e também o amigo lá de trás, o anus... Realizam-se perante a justificação camuflada que serve para proteger a integridade do pavimento pélvico da mulher, quando por si só já é uma lesão...No parto, o profissional de saúde é quem avalia se aquele perineo está em sofrimento ou não, se existe o risco iminente de rasgar (lacerar) até ao anus...se o bebé precisa de mais espaço para nascer... Nesse momento em manobra muito válida de SOS salva-se o bebé ou a mulher de complicações bem mais chatas do que a cicatrização de uma episiotomia... Por rotina, não muito obrigada!! Mesmo quando “justificada” A episiotomia pode ser evitada por dificuldade de evidência que seja mesmo o melhor para a mamã e o bebé...


Como se não bastasse, no momento de suturar, pode surgir aquele maravilhoso comentário ao fiel pontinho do marido...Quer que dê mais um ponto, vai ficar como nova!? Vai aumentar o prazer (a quem pergunto eu?)... Que insensatez esperar que uma vagina muito estreitinha dê mais prazer!! Pode mesmo é virar o bico ao prego, e não haver nada para ninguem...

Passo a explicar...No seu dia-a-dia de puerpera a mulher pode ser surpreendida com um desconforto ou quiçá uma dor chata na sua vulva...e sobem-lhe os calores só de pensar em sexo! Quando chega a hora da sua primeira vez (sim, é uma segunda primeira vez!!) existem todas aquelas duvidas e questões...como vai ser? o que vou sentir...será que vai doer?! Tudo isto se confirma se a cicatriz estiver aderente, fibrosada ou o tal deslumbrante ponto a mais para ficar mais justinha...

Quando está justo demais (com o factor da diminuição da lubrificação normal nesta fase) aumenta a fricção e chega a um sádico desconforto em vez do aliciante prazer...e adivinhem a mulher entra num ciclo de medo, que aumenta a tensão que leva a mais dor depois! Dito isto, quando o marido passa a mão nas costas...dá um calafrio na espinha e foge a sete pés... e não porque não goste dele, mas porque o corpo não quer passar por essa situação de dor...quanto mais se insiste na tentativa de entrar, "a porta" vai fechando, vai fechando até não permitir as visitas do marido...


Agora nem tudo está perdido! As fisioterapeutas do pipi têm técnicas muito competentes que ajudam a eliminar estas aderências e dor, e neste caso quanto mais cedo melhor...Vamos cuidar para uma recuperar as características da nossa vulva e vagina para que chegue a mais e mais prazer! Bem, isto se os bebés derem tempo para os papás brincarem 😉


Um pipi na "justeza" certa é o que se quer, nem a mais nem a menos...


Com carinho

A vossa Fisioterapeuta do pipi

Ana Carina Portugal


14 visualizações

FISIOHANDME

Praceta José Regio, nº4 | Setúbal

 

fisiohandme@gmail.com 

 

 934843072

  • Fisiohandme Instagram
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - Grey Circle